O que é Comportamento Neurótico?

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por admin
em fevereiro 27, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Distúrbios psicológicos podem atrapalhar você na cama.

Muitas pessoas se sentem ansiosas de vez em quando. Você pode ficar com um nó no estômago antes de uma entrevista de emprego, se estressar com dinheiro ou se preocupar se seu filho não estiver em casa até um horário estipulado. É uma parte normal do ser humano.

Mas e se sua preocupação extrema não for embora? Pensamentos negativos ou obsessivos podem tomar conta de sua mente a ponto de ficar difícil para você lidar com situações cotidianas. Isso se chama comportamento neurótico. Pode, mas nem sempre, resultar de uma doença mental.

História da neurose

Neurótico significa que você sofre de neurose, uma palavra que tem sido usada desde 1700 para descrever reações mentais, emocionais ou físicas que são drásticas e irracionais. Em sua raiz, um comportamento neurótico é um esforço automático e inconsciente para controlar a ansiedade profunda. 

Em 1980, a Associação Psiquiátrica Americana removeu o termo neurose de seu manual de diagnóstico como parte de uma reformulação para padronizar os critérios para doenças mentais. Hoje, a neurose não é uma condição mental isolada. Em vez disso, os médicos geralmente colocam seus sintomas na mesma categoria do transtorno de ansiedade . Em outras palavras, o que costumava ser chamado de neurose agora está sob o guarda-chuva da ansiedade.

Conduta Neurótica

A linha que divide o neurótico do normal é a intensidade. Pensamentos e comportamentos neuróticos, por definição, são tão extremos que interferem em sua vida pessoal, profissional e romântica. Além disso, eles tendem a ser sua resposta padrão até mesmo para problemas menores.

  1. Comportamento comum: Você se preocupa em terminar um grande projeto no trabalho a tempo.
  2. Comportamento neurótico: Você se fixa no prazo e geme: “Eu nunca vou fazer isso!” mesmo que não demore meses e você tenha pouco trabalho a fazer.
  1. Comportamento comum: Você gosta de chegar ao aeroporto 2 horas antes de cada voo
  2. Comportamento neurótico: Você insiste em chegar 4 horas mais cedo e depois pergunta ao agente do portão a cada 10 minutos se a partida é pontual.
  1. Comportamento comum: Seu ex-cônjuge foi infiel e você é cauteloso com novos relacionamentos.
  2. Comportamento neurótico: Você constantemente pergunta ao seu novo parceiro se ele está traindo você e depois se culpa por afastá-lo.

Personalidade vs. Doença Mental

Às vezes, os comportamentos neuróticos surgem porque você literalmente tem uma personalidade neurótica. Também chamado de neuroticismo, é um tipo de personalidade, não um problema médico diagnosticável. Especialistas chamam isso de um dos “Cinco Grandes” traços de personalidade (os outros são extroversão, amabilidade, consciência e abertura à experiência), um conjunto de características comuns encontradas em todo o mundo com mais frequência.

Uma personalidade neurótica tem pouca proteção natural contra o estresse. O estresse pode aumentar os níveis de cortisol e sem perceberem, intensificam e prolongam o estresse em suas vidas. O que por sua vez provoca doenças cardiovasculares e redução da libido sexual. 

Comportamentos neuróticos também podem resultar em problemas de saúde mental. Uma personalidade neurótica pode torná-lo mais propenso a ter o que os pesquisadores chamam de “distúrbios internalizantes”, como:

  • Distúrbio de ansiedade generalizada
  • Depressão
  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Fobia social
  • Transtorno de estresse pós-traumático
  • Síndrome do pânico
  • Transtorno de personalidade antisocial

Personalidade neurótica ou comportamentos neuróticos não incluem delírios ou alucinações, que são sintomas de distúrbios psicóticos em que você perde o contato com a realidade. Em vez disso, você fica obcecado com suas próprias emoções negativas e fracassos, reais ou imaginários. 

Tratamento

Pessoas com personalidade neurótica são mais propensas a fumar, abusar de álcool e outras drogas, ter distúrbios alimentares, falta de apoio social e divórcio. Por isso, é preciso passar por um especialista em psicologia ou psiquiatra. Eles lhe indicarão uma medicação que possa tratar o seu problema emocional.

Ao mesmo tempo, uma dose saudável de tendências neuróticas pode ser útil. Alguém com uma personalidade equilibrada pode canalizar a ansiedade sobre um prazo no trabalho para enquadrá-lo como uma chance de ganhar uma promoção ou de se juntar a colegas de trabalho. Ou preocupações com sua saúde podem motivá-lo a comer bem e a se exercitar. 

Se você gerenciar sua ansiedade e estresse, isso pode ajudar a conter seus comportamentos neuróticos. O autotratamento pode funcionar se sua ansiedade for leve e breve. Os especialistas recomendam que você:

  1. Exercite-se todos os dias: Trinta minutos é o melhor, mas mesmo uma caminhada de 15 minutos pode ajudá-lo a se sentir melhor.
  1. Fale com alguém: Diga à família e aos amigos o que está alimentando sua ansiedade e diga como eles podem ajudar.
  1. Durma o suficiente: A falta de sono pode piorar a ansiedade e o estresse. Apontar para 8 horas de olhos fechados todas as noites.
  1. Reduza o álcool e a cafeína: Eles também podem piorar a ansiedade. Beba água em vez disso.
  1. Coma refeições bem equilibradas: Refeições e lanches saudáveis ​​aumentam sua energia. Certifique-se de comer todas as refeições: café da manhã , almoço e jantar.
  1. Reformule seus pensamentos: Nem sempre é fácil, mas tente substituir os pensamentos negativos por positivos. Pergunte a si mesmo: o que me preocupa é realmente tão ruim quanto eu penso?

Acompanhe o que desencadeia sua ansiedade e, em seguida, procure padrões. Aprenda maneiras melhores de lidar com isso da próxima vez.

Se essas medidas não ajudarem, ou se você sentir que a ansiedade está atrapalhando sua vida, converse com seu médico. Você já pensou em contar com o suporte da urologia online? Às vezes o seu problema é de fundo sexual. 

Visão geral

A ejaculação precoce ocorre quando um homem ejacula mais cedo durante a relação sexual do que ele ou sua parceira gostariam. A ejaculação precoce é uma queixa sexual comum. As estimativas variam, mas até 1 em cada 3 homens dizem que experimentaram esse problema em algum momento.

Desde que aconteça com pouca frequência, não é motivo de preocupação. No entanto, você pode ser diagnosticado com ejaculação precoce se:

  • Sempre ou quase sempre ejacular dentro de um minuto da penetração.
  • São incapazes de retardar a ejaculação durante a relação sexual todo ou quase todo o tempo.
  • Sente-se angustiado e frustrado e tende a evitar a intimidade sexual como resultado.

Fatores psicológicos e biológicos podem desempenhar um papel na ejaculação precoce ou disfunção erétil. Embora muitos homens se sintam envergonhados ao falar sobre isso, a ejaculação precoce é uma condição comum. 

Causas

Existe tratamento para ejaculaçao precoce masculina? Sim, existe! medicamentos, aconselhamento e técnicas sexuais que retardam a ejaculação podem ajudar a melhorar o sexo para você e seu parceiro ou o parceira. 

A causa exata da ejaculação precoce não é conhecida. Embora antes se pensasse ser apenas psicológico, os médicos agora sabem que a ejaculação precoce envolve uma complexa interação de fatores psicológicos e biológicos.

Causas psicológicas

Fatores psicológicos que podem desempenhar um papel incluem:

  • Experiências sexuais precoces
  • Abuso sexual
  • Imagem corporal ruim
  • Depressão
  • Preocupação com a ejaculação precoce
  • Sentimentos de culpa que aumentam sua tendência a se apressar em encontros sexuais

Outros fatores que podem desempenhar um papel incluem:

Disfunção erétil: Homens que estão ansiosos para obter ou manter uma ereção durante a relação sexual podem formar um padrão de correr para ejacular, o que pode ser difícil de mudar.

Ansiedade: Muitos homens com ejaculação precoce também têm problemas de ansiedade – especificamente sobre o desempenho sexual ou relacionados a outros problemas.

Problemas de relacionamento: Se você teve relacionamentos sexuais satisfatórios com outros parceiros nos quais a ejaculação precoce aconteceu com pouca ou nenhuma frequência, é possível que problemas interpessoais entre você e seu parceiro atual estejam contribuindo para o problema.

Causas biológicas

Vários fatores biológicos podem contribuir para a ejaculação precoce, incluindo:

  • Níveis hormonais anormais;
  • Níveis anormais de substâncias químicas cerebrais chamadas neurotransmissores;
  • Inflamação e infecção da próstata ou uretra;
  • Traços herdados.

Complicações

A ejaculação precoce pode causar problemas em sua vida pessoal, incluindo:

Estresse e problemas de relacionamento. Uma complicação comum da ejaculação precoce é o estresse no relacionamento.

Problemas de fertilidade. A ejaculação precoce pode ocasionalmente dificultar a fertilização para casais que estão tentando ter um bebê se a ejaculação. Não à toa casais têm decidido optar pelo congelamento de óvulos. E depois realizar a fertilização in vitro. 

O que você pode fazer enquanto isso?

Decidir falar com seu médico é um passo importante. Enquanto isso, considere explorar outras maneiras pelas quais você e sua parceira podem se conectar. Embora a ejaculação precoce possa causar tensão e ansiedade em um relacionamento, é uma condição tratável.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.